14 de abril de 2011

PRIMEIRO MES DE VIDA

            No primeiro mês de vida o bebê precisa de aconchego e amor e não se deve exigir muito dele, até porque ele vai praticamente dormir o dia todo.
            E além disso a mamãe que esperou por tanto tempo por esse momento mágico estará muito muito cansada e com os mamilos bem doloridos.
            A frase mais interessante que já li a respeito dessa nova fase é a seguinte:
“Não fique em pé se puder se sentar, não fique sentada se puder se deitar e não fique deitada se puder dormir” E é a maior verdade, tem gente que gosta de receber visitas no primeiro mês, eu sou uma dessas, há quem não goste para poder descansar. E de fato você precisará descansar.
            Por mais que na gravidez já fiquemos acostumadas a nos levantar várias vezes para fazer xixi, é muito cansativo acordar à noite para cuidar do seu lindo bebê, seja para alimentar, seja para trocar a fralda ou por causa das terríveis cólicas que perduram até os 3 meses de vida. E o querido papai tem que trabalhar no dia seguinte, logo a maior parte do trabalho fica pra mamãezona!
DICAS DE AMAMENTAÇÃO
 (OS PRIMEIROS QUATRO DIAS PAG 121 LIVRO AZUL)



FREQUENCIA
SEIO ESQUERDO
SEIO DIREITO
PRIMEIRO DIA:
alimentar o dia todo, sempre que o bebê quiser
5 minutos
5 minutos
SEGUNDO DIA:
Alimentar a cada 2 horas
10 minutos
10 minutos
TERCEIRO DIA:
Alimentar a cada 2,5horas
15 minutos
15 minutos
QUARTO DIA ATÉ COMPLETAR 4 MESES:
Alimentar 40 minutos no máximo, a cada 2,5 ou 3 horas mudando o seio a cada mamada
Começar alimentar com apenas um dos seios, sempre revezando e dentro da rotina E.A.S.Y

4 MESES
Alimentar 40 minutos no máximo, a cada 4 horas mudando o seio a cada mamada
Manter a rotina E.A.S.Y e iniciar alimentos sólidos conforme orientação médica.


  • Não se esqueça de comprar a pomada de lanolina (Lansinoh, importada ou a Lanidrat 30g da Mantecorp/Schering, vendida na Pharmac 3364-3640 por R$38,50
Comece a passar a pomada no bico do seio todos os dias a partir do 7º mês de gestação para hidratar o bico do seio. Pode tomar o banho de sol ou com lâmpada já com a pomada! E compre a concha de amamentação da NUK R$ 42,50 tem na Pharmac ou a da Chicco (que é mais cara, vendida na loja da Chicco) Eu indico a que tem furinhos, pois caso seu bico venha a rachar (reze para que isso não aconteça) ela ventila e facilita a cicatrização. E quem quiser doar o leite que ficará nela também poderá doar, basta você esterilizar as conchas com vapor quente antes das mamadas!Use a concha também a partir do 7º mês de gestação, 30 minutos ao dia para formar o bico do seio.
  
ROTINA E.A.S.Y
E- mamar A- atividade S- dormir Y tempo livre para você (ou muitas vezes indo no berço induzindo o sono novamente hehehe principalmente quando acordam com gases ou cólicas)

  • Eu aconselho desde o primeiro dia de vida, você colocar seu bebê para dormir sozinho, COMECE COMO QUER TERMINAR! Ele não precisa ser embalado para dormir, basta você ensinar ele desde cedo que ele pode deitar e dormir sozinho! Enrole-o sempre antes dormir!(Página 191 LIVRO ROSA) Aproveite após as mamadas para ficar com seu bebê no colo! E não deixe que ele durma após mamar, mantenha-o acordado nem que seja por alguns minutos nos primeiros dias, ele não deve se acostumar a mamar e dormir. Com o passar dos dias, cada vez mais ele ficará acordado para a etapa A (atividade). Não exija muito dele no primeiro mês! Tente apenas que ele Mame, Brinque (fique um pouquinho acordado) e Durma novamente! Só isso já vai te garantir mais horas de sono à noite.

Neste primeiro mês o Lucas já dormiu 7 horas seguidas sem acordar! Mas claro que muitas vezes ele acorda às 3hs e depois às 6hs!Por isso durma cedo, para não ficar muito cansada!

  • É muito importante aprender os sinais de fadiga do bebê e saber a hora certa de colocar para dormir Quando ele bocejar a primeira vez, já vá preparando ele para dormir, leve-o para o quarto para fazer o ritual de diminuição de energia e no segundo bocejo o coloque no berço, você verá como ele adormece facilmente. (Página 188-189 livro rosa)

E.A.S.Y DO “1º DIA” ATÉ O TERCEIRO MÊS

E 07:00 (Acordar e Mamar)
A 07:30 (trocar fralda, passear pela casa, tomar o sol da manhã)
S 08:30 (soneca de 1h30min)
YOU

E 10:00
A 10:30 (Banho, Fralda)
S 11:30 (soneca de 1h30min)
YOU

E 13:00
A 13:30 (Fralda, passeio pela casa)
S 14:30 (soneca de 1h30min)
YOU

E 16:00
A 16:30
S 17:00 (soneca de 40min /1h) para preparar o bebê para a próxima mamada e o banho
YOU

E 19:00 (refeição robusta às 19h e às 21h se estiver passando pelo impulso do crescimento)
A 19:30 Banho relaxante (sem sabonete no Tummy Tub)
S  20:00 Hora de Dormir
YOU
E 22:00 ou 23:00 Refeição dos sonhos

  • Se o seu bebê não dorme o suficiente, utilize o método de silenciar shh shh shh shh e dar tapinhas nas costas, não nine ele até ele dormir (você vai se arrepender quando ele tiver 9kgs ou mais)


Se você mantiver a ROTINA, Eis o que deve esperar
1 semana
Dia: Mamar a cada 3 hs; 1h30 de sono a cada 3horas
Noite: Refeição robusta às 17hs e 19hs Refeição dos Sonhos:23hs
Despertar: 4h30 ou 5 da manhã
1 mês
Dia: Mamar a cada 3hs; 1h30 de sono a cada 3horas
Noite: Refeição robusta às 17hs e 19hs Refeição dos Sonhos:23hs
Despertar: 5 ou 6 da manhã
4 meses
Dia: Mamar a cada 4hs; 3 sonecas de 1h30 a 2h cada mais 45 minutos de soneca rápida no final da tarde
Noite: Refeição robusta às 19hs Refeição dos Sonhos:23hs
Despertar: 7 da manhã


Se a rotina não estiver dando certo pode ser um caso de Paternidade Acidental, quando você recorre à solução mais conveniente, um reparo rápido porque não tem paciência para implementar uma solução a longo prazo. Página 194/195 LIVRO ROSA

  • Mas não se desespere, seu bebê tem só 1 mês. Espere-o fazer 2 meses ou ter 5 kgs pois a partir daí você terá certeza de que ele não precisa mamar no meio da noite, claro, se ele for alimentado o suficiente durante o dia e se tiver tomado a mamada dos sonhos e estiver saudável!
  • Os bebês com muitas cólicas/gases não dormem direito e a rotina fica mais complicada. Eu repito: Tente apenas que ele Mame, Brinque (fique um pouquinho acordado) e Durma novamente! Assim será mais fácil implementar a rotina quando as cólicas/gases acabarem. O ideal é implementar até os 3 meses. Depois disso o bebê cria vícios que são bem mais difíceis de tirar.
Com um mês o bebê começa a sorrir, o chamado sorriso social! É tão gostoso quando o bebê sorri e começa a interagir com a gente, quando fica namorando a gente quando está mamando e quando faz aqueles barulhinhos gostosos!
O primeiro mês é muito difícil, mas muito recompensador porque vemos ele crescer, engordar, descobrir suas mãozinhas e enxergar o mundo! São pequenas coisinhas que nos fazem ficar apaixonadas. A cada dia que passa eles ficam mais tempo acordados!
O Lucas até se vira sozinho no berço com menos de 1 mês! Mas também, ele nasceu com “quase 2 meses”, com 4220g!

10 de abril de 2011

Treinamento no Uso do Vaso Sanitario

            Exite um único momento que elogiar excessivamente é permitido! *
Quando resolver tirar a fralda do seu filho, o que pode ocorrer a partir dos 9 meses segundo a Tracy, dependendo dos sinais do seu filho. Quando resolver fazer isso faça pra valer! Saiba que não será fácil e você precisará de um tempo extra para seu filho nesse momento tão importante. Livro Rosa página 355
Eu tirei a fralda da Isabela com 2 anos, uma semana após seu aniversário.

Plano
E.E.A.S.Y (comer, eliminar, atividade, dormir, você) para crianças de 16 a 23 meses quando há cooperação. De 2 a 3 anos existe a luta pelo poder e será mais difícil. Eu iniciei com 24 meses e em 1 mês a Isabela já estava treinada.
Início :
  • sente a criança no vaso (pinico ou redutor) assim que ela acordar e faça disso um ritual matinal. Mesmo que ela não faça nada, após a ida tem que lavar as mãos.
Diga: é hora de ir ao banheiro! Nunca pergunte: Você quer ir ao banheiro? Pois a resposta será: Não! Claro.
Deixe a criança sentada por no máximo 5 minutos. Você pode se sentar ou se agachar no banheiro, contar uma história, ler um livro, cantar. Se a criança fizer xixi diga: Veja você está fazendo igual a mamãe/papai e está no banheiro. E ELOGIE EXAGERADAMENTE!* e diga Bom trabalho! Se não urinar, diga: Tudo bem, na próxima vez você consegue! Depois coloque a calcinha/cueca. (Leve seu filho pra comprar as calcinhas/cuecas e faça disso um evento)
É claro que as saídas na rua requerem uma atenção especial e acidentes extras quando a criança está envolvida com alguma atividade e acha que pode agüentar por muito tempo e acaba fazendo xixi na roupa, mas NUNCA a faça se sentir constrangida, diga: Ops foi um acidente, aonde devemos fazer xixi? No banheiro, mas dá próxima vez você consegue. Converse sempre com seu filho na altura dele! Isso é muito importante.
  • 30 minutos depois de cada refeição coloque a criança no vaso sem perguntar se ela quer ir!
  • No começo o sucesso ocorre acidentalmente. Se a criança resistir espere duas semanas e tente novamente.
  • Se tiver algum acidente, se abaixe e diga na altura dela: Tudo bem, na próxima vez você consegue!
Hoje, a Isabela tem 2 anos e 8 meses e vai sozinha ao banheiro e fala, “mamãe espera aí que eu vou sozinha”, vai ao banheiro, se limpa, dá a descarga e fica toda feliz com sua independência.

OBSERVAÇÕES IMPORTANTES:
  1. Não comece se um evento importante está prestes a acontecer: como um novo bebê, o ingresso na creche, uma viagem, a festa de aniversário etc
  2. Não seja muito rígida consigo mesma, nada é tão fácil como parece quando lemos nos livros.
  3. Não estabeleça um prazo para o treinamento.
  4. Não diga a ninguém que você está treinando a criança, isso vai trazer mais ansiedade para você e para a criança, pois vocês serão questionadas na rua sobre isso. Espere até o processo terminar para contar a vitória do seu filho.

Elogie do jeito Certo!

Recentemente um grupo de crianças pequenas passou por um teste muito interessante[1]. Psicólogos propuseram uma tarefa de média dificuldade, mas que as crianças executariam sem grandes problemas. Todas conseguiram terminar a tarefa depois de certo tempo. Em seguida, foram divididas em dois grupos.
O grupo A foi elogiado quanto à inteligência. “Uau, como você é inteligente!”, “Que esperta que você é!”, “Menino, que orgulho de ver o quanto você é genial!” ... e outros elogios à capacidade de cada criança.
O grupo B foi elogiado quanto ao esforço. “Menina, gostei de ver o quanto você se dedicou na tarefa!”, “Menino, que legal ter visto seu esforço!”, “Uau, que persistência você mostrou. Tentou, tentou, até conseguir, muito bem!” ... e outros elogios relacionados ao trabalho realizado e não à criança em si.
Depois dessa fase, uma nova tarefa de dificuldade equivalente à primeira foi proposta aos dois grupos de crianças. Elas não eram obrigadas a cumprir a tarefa, podiam escolher se queriam ou não, sem qualquer tipo de consequência.
As respostas das crianças surpreenderam. A grande maioria das crianças do grupo A simplesmente recusou a segunda tarefa. As crianças não queriam nem tentar. Por outro lado, quase todas as crianças do grupo B aceitaram tentar. Não recusaram a nova tarefa.
A explicação é simples e nos ajuda a compreender como elogiar nossos filhos e nossos alunos. O ser humano foge de experiências que possam ser desagradáveis. As crianças “inteligentes” não querem o sentimento de frustração de não conseguir realizar uma tarefa, pois isso pode modificar a imagem que os adultos têm delas. “Se eu não conseguir, eles não vão mais dizer que sou inteligente”. As “esforçadas” não ficam com medo de tentar, pois mesmo que não consigam é o esforço que será elogiado. Nós sabemos de muitos casos de jovens considerados inteligentes não passarem no vestibular, enquanto aqueles jovens “médios” obterem a vitória. Os inteligentes confiaram demais em sua capacidade e deixaram de se preparar adequadamente. Os outros sabiam que se não tivessem um excelente preparo não seriam aprovados e, justamente por isso, estudaram mais, resolveram mais exercícios, leram e se aprofundaram melhor em cada uma das disciplinas.
No entanto, isso não é tudo. Além dos conteúdos escolares, nossos filhos precisam aprender valores, princípios e ética. Precisam respeitar as diferenças, lutar contra o preconceito, adquirir hábitos saudáveis e construir amizades sólidas. Não se consegue nada disso por meio de elogios frágeis, focados no ego de cada um. É preciso que sejam incentivados constantemente a agir assim. Isso se faz com elogios, feedbacks e incentivos ao comportamento esperado.
Nossos filhos precisam ouvir frases como: “Que bom que você o ajudou, você tem um bom coração”, “parabéns meu filho por ter dito a verdade apesar de estar com medo... você é ético”, “filha, fiquei orgulhoso de você ter dado atenção àquela menina nova ao invés de tê-la excluído como algumas colegas fizeram... você é solidária”, “isso mesmo filho, deixar seu primo brincar com seu videogame foi muito  legal, você é um bom amigo”. Elogios desse tipo estão fundamentados em ações reais e reforçam o comportamento da criança que tenderá a repeti-los. Isso não é “tática” paterna, é incentivo real.
Por outro lado, elogiar superficialidades é uma tendência atual. “Que linda você é amor”, “acho você muito esperto meu filho”, “Como você é charmoso”, “que cabelo lindo”, “seus olhos são tão bonitos”. Elogios como esses não estão baseados em fatos, nem em comportamentos, nem em atitudes. São apenas impressões e interpretações dos adultos. Em breve, crianças como essas estarão fazendo chantagens emocionais, birras, manhas e “charminhos”. Quando adultos, não terão desenvolvido resistência à frustração e a fragilidade emocional estará presente.






[1] Notícia veiculada na revista Galileu de jan de 2011.

9 de abril de 2011

Quem é a Tracy Hogg?

              Tracy Hogg é formada em Enfermagem pela Doncaster School of Nursing (Inglaterra) e viveu nos EUA entre 1992 e 2004, quando morreu vítima de um incontrolável câncer, um melanoma.  Ela tem três livros publicados em inglês e dois em português, uma série de televisão produzida e veiculada pelo canal Discovery Health e um site em inglês (babywhisperer.com) que promove debates entre mães do mundo inteiro.
            Sua metodologia tem se espalhado pelo mundo todo encantando todas as mães que a seguem e colocam suas dicas em prática, conquistando um espaço no qual sempre imperou o pediatra brasileiro Rinaldo De Lamare.
            Com a aplicação de suas técnicas a maioria dos bebês de 8 semanas tem seis horas ininterruptas de sono todas as noites.
            Sua metodologia é simples e se baseia em impor rotinas fundamentais ao bebê que acabam interferindo positivamente na independência da criança, no dia-a-dia e principalmente na hora de colocar para dormir.
O método da "encantadora de bebês" é conhecido pela sigla E.A.S.Y, que se resume em uma rotina de comer, brincar, dormir e dar um tempo aos pais (em inglês, eat, activity, sleep, yourself).
            Segundo a enfermeira, ao seguir essa estrutura lógica, o dia-a-dia da criança se torna previsível,o que é bom para a criança e para os pais.  
            Como tudo na vida, os ensinamentos da Tracy não devem ser levados ao pé da letra e não foram feitos para deixar os pais preocupados caso seu filho não consiga de encaixar perfeitamente na rotina. Tudo é uma questão de tempo e adaptação.
            O livro serve para orientar os pais !! Por isto é muito importante que as mães leiam o livro e compreendam a essência dos ensinamentos para aplicar sem estresse no seu cotidiano.


Todo bebê é uma pessoa, que tem linguagem, sentimentos e personalidade e que, portanto, merece respeito. TH


3 de abril de 2011

Depoimento de uma Mãe Encantada: Clarice

Gente! Se tem alguém desconfiada desses best sellers que tem receitas de como ser feliz, como ganhar dinheiro, e essas coisas, esse alguém sou eu! Nunca fui de comprar ou de dar atenção pra esse tipo de literatura. Até o mês passado...
Ouvi falar do livro "O segredo de uma encantadora de bebês" há algum tempo e pensei: "ok! é mais um desses manuais fajutos!".E esqueci o assunto.
No início deste mês a Noa começou a dar trabalho à noite, acordando várias vezes e resistindo em dormir no berço. Só queria saber do colinho do papai, ou do peito da mamãe! Muito chato e cansativo...
Foi aí que resolvi dar uma chance pra tal encantadora e encomendei o livro. Foi engraçado, porque levei quase 15 dias pra conseguir ler o capítulo que ensina os pais a fazerem as crianças dormir a noite toda em seus berços. Eu estava tão cansada das noites mal dormidas, aliadas aos dias sem descanso, que quando tinha tempo de ler, geralmente antes de dormir, lia 2 frases e capotava...Quando terminei, há 5 dias atrás, começamos a aplicar o método sugerido por ela: após um relaxamento que geralmente envolve um banho noturno, falamos calmamente com o bebê, explicando que chegou a hora de dormir e que ele ficará em seu lindo e confortável berço. Daí, deitamos o bebê no berço e tentamos acalmá-lo com tapinhas ritmados e sons relaxantes. A cada vez que ele chora, o retiramos do berço, apenas para acalmá-lo e voltamos a colocar no berço. Devemos fazer isso quantas vezes forem necessárias, até que ele entenda que dormirá sozinho, sem ser ninado. Com Noa, no primeiro dia, fiz isso cerca de 40 vezes e após muito choro, como num passe de mágica, ela se acalmou e dormiu.
Repeti a operação no segundo dia e a retirei do berço umas 5 vezes.
No terceiro dia, ela só chorou uma vez. E no quarto, nenhuma. Aprendeu a dormir sozinha, fica se virando de uma lado para o outro, resmunga e em alguns minutos, simplesmente dorme.
Em todas as ocasiões ela dormiu a noite toda, até de manhã! Incrível! Preciso dizer que eu tiro o meu chapéu para a Tracy Hogg!!! Ela é mesmo uma encantadora de bebês!!!
Quando penso nas noites que perdemos de sono com Lia por não saber o que fazer para ela aprender a dormir sozinha... Nossa! Mas antes tarde do que nunca!Eu super recomendo esses livros para os papais e mamães, novatos ou não, pois há dicas valiosíssimas nele!
Gosto do método dela por respeitar o bebê e os pais. Por não deixar o bebê chorando ad eternum pra aprender (coisa que eu não concordo) e nem fazer os pais escravos dos filhos (coisa que eu também não concordo!).
Todos merecemos dormir e ser felizes!

Portanto, quem puder, leia "Os segredos de uma encantadora de bebês" e se encante com ela também!
Depoimento da Clarice do Bolg: Profissão Mãe
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...